Consultório

Rua Soriano de Souza, 115 sala 806 - Consultório 2.

Próximo ao Metrô da Praça Sans Pena (Saída General Roca).

Telefones

(21) 98866-0871

Não trabalho com convênios

  • w-facebook

DESENVOLVIDO POR KOGUMELO

Mulher moderna, problemas modernos, soluções modernas

November 3, 2013

Ah, a mulher moderna! Profissional competente, respeitada na empresa onde trabalha, mãe, esposa, ela tem uma vida fantástica, certo? Não! Essa é a descrição de um comercial de margarina e não de uma mulher real. Essa profissional se depara com mais problemas pessoais do que aparenta e nem sempre seu sucesso pessoal se assemelha ao profissional. Porém, com ajuda do coaching ela pode, sim, ter uma vida cheia de sentido, vitalidade e realização nas várias áreas de sua vida.

 

 

Carreira, parceiro, filhos...

A mulher vem alcançando cada vez mais espaço dentro do mercado de trabalho. Ao mesmo tempo em que este fenômeno representa um avanço no campo dos direitos das mulheres e contribui para a realização da mulher como ser humano, ele também traz desafios. A carreira é importante, mas e os planos de encontrar um parceiro também na vida amorosa? Filhos, casa... Frequentemente estes planos são adiados porque a carreira parece estar sempre em construção.

 

Para além do ritmo frenético, estas mulheres parecem se obrigar a se distanciarem cada vez mais de suas emoções em prol do trabalho. A frase “deixe seus problemas pessoais fora do trabalho” é um mantra na vida delas. O que pouco se fala é que o mecanismo de “deixar do lado de fora” é apenas uma ilusão. As emoções quando não confrontadas se acumulam e podem passar também a gerar problemas no ambiente de trabalho. Pressão alta, estresse, depressão, tudo isso e mais é causa para licença médica e afeta o trabalho, trazendo no mínimo uma sensação amarga de frustração. Porém, não é necessário chegar a esse ponto. O coaching é uma moderna ferramenta utilizada para ajudar você a harmonizar sua vida pessoal e trabalho, de modo que você possa lidar com as interferências de uma forma completamente nova.

 

Coaching, terapia... é tudo a mesma coisa?

Aqueles que praticam o coaching são conhecidos como coach, “coach-terapeuta” quando praticado por psicólogos, consultor pessoal. “Coach” é uma palavra inglesa que designa, literalmente, uma pessoa que treina outra, que prepara outra pessoa para que ela se saia melhor em uma determinada atividade. Assim sendo, o coaching é orientado para metas específicas da vida do sujeito, como: saber lidar com figuras de autoridade (aquele chefe que intimida), aprender a manter um relacionamento amoroso sem que isso prejudique o trabalho e sem que o trabalho consuma todo o tempo; planejar a maternidade naquele “momento crítico do relógio biológico”; encontrar maneiras de sentir mais próxima aos filhos, entre tantas outras questões típicas do universo feminino.

 

Embora o coaching seja bastante praticado por psicólogos, ele não tem a mesma função da terapia. Enquanto a terapia procura explicações para problemas emocionais, fazendo uma varredura no passado do indivíduo, o coaching usa como ponto de referência os objetivos futuros que se quer

alcançar. São esses objetivos que guiam o coach nas sessão; o terapeuta, por outro lado, procura trabalhar de uma forma mais aberta, absorvendo várias informações para chegar à raiz do problema.

 

O que as mulheres querem? O coach é a pessoa certa para ajuda-las?

Dentro do mundo profissional das mulheres, a busca basicamente é a da realização. Frequentemente, há também questões emocionais a serem resolvidas, como: insegurança, baixa autoestima, o medo de não conseguir ser mãe (o relógio biológico não para), a pressão de se destacar e fazer um bom trabalho em um mundo ainda dominado por homens. Ao mesmo tempo, elas têm objetivos de trabalho e crescimento pessoal. Esse é um dos perfis de quem pode se beneficiar da ajuda de um coach e alcançar o equilíbrio desejado entre carreira e vida pessoal.

 

Psicologia e Coaching num único profissional

A princípio, qualquer pessoa que receba treinamento para coaching pode se tornar um coach. Porém, de acordo com o psicólogo americano Jeffrey Auerbarch um psicólogo que seja também coach parece ser o profissional ideal. “Psicólogos têm mais treinamento do que qualquer outra profissão no diz respeito à entender a motivação, comportamento, aprendizado e mudança humanos. E se eles tiverem experiência em clínica, eles têm uma visão mais profunda e maior do que qualquer pessoa que não seja um profissional da área da saúde mental”, afirma em entrevista para a Associação Americana de Psicologia.

 

Outra razão que reforça a ideia de Auerbach é o fato de que psicólogos têm mais treinamento e podem identificar transtornos e problemas mais graves subjacentes à queixa inicial de não conseguir sucesso na vida pessoal, por exemplo, podendo redirecionar esta cliente para um trabalho que realmente atenda às suas reais necessidades.

 

Uma outra facilidade em ter um profissional psicólogo e coach é que em muitos momentos, as ferramentas da psicoterapia são úteis no coaching e podem ser utilizadas de forma bem pontual, como por exemplo na solução de um trauma que esteja impactando o crescimento da mulher. As ferramentas do coaching também são úteis na terapia e também podem ser utilizadas para que o indivíduo não fique “perdido no passado”, sem encontrar soluções no presente.

Ou seja, o profissional psicólogo e coach pode utilizar pontualmente as múltiplas habilidades de cada campo, sem descaracterizar nem um nem outro.

 

É importante reconhecer e admitir os problemas sem achar que são fraquezas bobas. Um coach bem treinado pode oferecer ferramentas para potencializar o sucesso de uma maneira global, aumentando assim a sensação de um bem-estar duradouro. 

Please reload

Artigos em Destaque

Você já mediu a saúde de seu relacionamento?

October 2, 2019

1/5
Please reload

Artigos Recentes
Please reload

Tags
Please reload

Siga-me!
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • Google Classic