Consultório

Rua Soriano de Souza, 115 sala 806 - Consultório 2.

Próximo ao Metrô da Praça Sans Pena (Saída General Roca).

Telefones

(21) 98866-0871

Não trabalho com convênios

  • w-facebook

DESENVOLVIDO POR KOGUMELO

Psicoterapia Breve, o pronto-socorro das terapias

November 27, 2013

Algum psicólogo já disse que você pode resolver traumas em 4 ou 6 sessões de terapia? Claro que não. É desafiador resolver problemas emocionais profundos em um tempo tão curto. Porém, é possível desenvolver estratégias que ajudam a buscar soluções para questões pontuais, amenizando o sofrimento e permitindo que o sujeito continue sua vida sem o problema causar maiores prejuízos ou se agravar, construindo inclusive, passos para soluções maiores. Conheça a chamada psicoterapia breve focada na solução (PBFS).

 

É breve mesmo?

 

Primeiramente, é importante entender que o “breve” de um paciente frequentemente difere do “breve” de um psicoterapeuta. Nossa sociedade pede sempre soluções rápidas: aprender rapidamente, emagrecer rapidamente... Um processo terapêutico que demora 1 ano parece uma eternidade, mas em termos de terapia é pouco tempo. Embora a PBFS enfatize um número menor de sessões, ela pode durar até 1 ano, caso também de algumas psicoterapias “normais”. A maior diferença entre as duas modalidades é que a PBFS foca na solução com vistas a alcançar um objetivo futuro, ao invés de olhar para o passado buscando a resolução para algo que aconteceu e está afetando o presente. Funciona?

Sim. Esta é a segunda parte. Ao proporcionar ferramentas para ajudar você a lidar com um momento difícil e alcançar determinados objetivos, a PBFS parte do princípio de que mudanças pequenas já promovem um bem-estar maior e o alcance de soluções. Sua abordagem orientada para o presente e realização de objetivos futuros permite a PBFS ser usada no Coaching também.

Outra diferença entre a PBFS e a terapia tradicional é que enquanto a segunda pode, por vezes, parecer algo “solto” (o paciente “apenas falando”, o terapeuta “apenas ouvindo”), a PBFS tem uma estrutura clara. Porém, é importante entender que o uso de uma terapia não invalida a outra.

 

 

A Psicoterapia Breve Focada na Solução nos momentos de crise

Já que a PBFS se propõe a lidar com questões pontuais, ela pode funcionar muito bem naqueles momentos difíceis. Seja um divórcio, a perda de algo ou alguém querido, dúvidas se deve ou não mudar de país em prol da carreira, a psicoterapia breve pode dar um direcionamento à solução. Vejamos algumas de suas técnicas.

 

Soluções prévias: você talvez já tenha passado por algo semelhante. Se seu problema é um divórcio, provavelmente viveu o término de outro relacionamento importante, ainda que não tão importante como o de agora. Como superou? O que fez que deu certo e o que precisa evitar?

Exceções: você pode não ter passado por algo semelhante, mas mesmo agora pode haver situações em que o problema não ocorre ou é menor. Se após uma perda você passa a ter taquicardia, investigue em que momentos isso acontece e quando não acontece. O que há de diferente nessas situações?

Perguntas orientadas para o presente e futuro: o que você está fazendo agora que está dando certo? O que você fará amanhã que será um indicador do seu progresso?

Pergunta milagre: visa desenvolver passos pequenos que serão a base do processo. Exemplo: suponha que você acordou e seu problema foi milagrosamente resolvido, mas você não sabe como. Qual o primeiro sinal que indica que tudo foi resolvido? Com tudo resolvido, qual a primeira coisa que você faria e que agora não está fazendo? Esse processo ajuda a estabelecer as primeiras metas realistas do estado que se quer alcançar.

Escalas: se uma escala de 0 a 10 onde 10 representa sua autoconfiança no novo emprego, em que ponto você está nesse momento? Que ponto seria o suficiente para fazer você funcionar satisfatoriamente? Isso ajuda a mapear o progresso e estabelecer objetivos.

 

Psicoterapia Breve, Coaching ou Psicoterapia Tradicional?

Vimos que a PBFS pode ajudar em questões pontuais com soluções práticas. Nesse processo, você deverá negociar com o terapeuta o que espera dele e saberá o que ele pode fazer por você. O Coaching ajudará a alcançar objetivos na vida pessoal ou profissional que não necessariamente envolvem problemas emocionais. Se você já está nesse processo, seu Coach poderá identificar a necessidade de fazer uma intervenção e utilizar técnicas da PBFS, caso haja alguma questão que interfira no Coaching. Caso queira começar algum desses processos, converse com um psicólogo que tenha também treinamento em Coaching para decidir qual deles é o mais indicado para o seu caso.

Please reload

Artigos em Destaque

Você já mediu a saúde de seu relacionamento?

October 2, 2019

1/5
Please reload

Artigos Recentes
Please reload

Tags
Please reload

Siga-me!
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • Google Classic